No final somos de nós mesmo. Sempre!


Somos seres sociáveis, lógico, mas às vezes levamos isto a consequências extremas, e na ânsia muitas vezes de não assumir as responsabilidades sozinhos gostamos de dividir e noutras vezes transferir algumas responsabilidades. Temos de assumir de vez por todas que somos os únicos, exclusivos responsáveis pela nossa felicidade e não podemos repassar e cobrar de outros disto.

Às vezes passamos por muitos momentos gastando nossas energias, cobrando que alguém nos faça feliz e esquecemos que somos os únicos responsáveis por isto, somos donos de nós mesmos, estamos no controle de nossas emoções, nossos desejos e vontades, mas não temos o poder de controlar os outros, no máximo por um certo tempo podemos até manipular, mas jamais por todo o tempo.

Não somos a razão da vida de ninguém e também não precisamos desesperadamente de ninguém, somos sociáveis, mas o bastante para nos bastar.

Podemos pensar e fazer qualquer coisa, pode até demorar algum tempo, mas vamos descobrir que no final somos os únicos responsáveis pela nossa felicidade, mesmo que encontremos alguém que seja a nossa “metade” e que tenhamos a sensação que encontramos a felicidade. Ledo engano, não encontramos, só iremos ser felizes se a nossa metade for boa o bastante para ser feliz conosco mesmo.

images

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: