Comer cérebro de parentes mortos ajuda a criar imunidade contra a demência, afirmam cientistas

Comer cérebro de parentes mortos ajuda a criar imunidade contra a demência, afirmam cientistas

Segundo os cientistas, essa foi a maneira como as pessoas da tribo Fore em Papua Nova Guiné conseguiram afastar a doença.

A tribo Fore provou ter desenvolvido uma forte resistência à doença ao longo do tempo.

Segundo os resultados publicados na “Nature,” a partir de um estudo realizado por cientistas britânicos e de Papua Nova Guiné, esta vacina se dá através de um ritual onde a tribo come cérebros de parentes falecidos durante os funerais.

A doença atingiu seu pico na região em 1950, depois de 2% da população ser atingida em um ano.

A descoberto pode ajudar cientistas a abrirem portas para novas formas de combater a demência.

Então, alguém já imune?

1724626_10207594852178847_2448567973490779827_n